[ Shanghai Lilly ]

Shanghai Lilly

Por António Paixão

O livro Shanghai Lilly, a autobiografia autorizada de Vivian Salomon, com António Paixão antecipa, em seu título, os paradoxos de sua abordagem. A protagonista, Vivian Salomon, é praticamente antagonista de seu biógrafo, António Paixão. Ao dizer que é uma “autobiografia”, contudo, esse antagonismo é revelado antes como paródia de si mesmo do que como um relato cujo eixo central é articulado entre Solomon e Paixão.
Tal articulação, entretanto, é fictícia e nos leva a duas narrativas distintas: uma da própria Solomon e outra, de Paixão. Isso fica claro quando aspectos históricos são abordados, em linguagem completamente distinta da personagem central. O recurso à linguagem utilizada na Internet em contraponto à seriedade do narrador marca essa quebra proposital de uma narrativa linear. Assim, o que temos é um livro no qual a superficialidade da protagonista constitui-se quiçá como uma distração para o que Paixão aborda de maneira mais subliminar, sem o alarde quase estridente de Solomon.

Detalhes:

Autor: António Paixão
ISBN: 978-989-774-145-6
Idioma: Português
Edição: 1 / 2017
N° de páginas: 332

Editora: Chiado Editora

Valor: R$39,00

Veja outras obras de António Paixão:

» Shanghai Lilly
» António Paixão