imagem ilustrativa

Autor Marcos Eduardo Neves

Nunca houve um homem como Heleno

"São 201 páginas de sonho. E de pesadelo. A comovente trajetória de um ícone dos anos 40 é dissecada, com direito a um passeio pela belle èpoque do Rio de Janeiro, entre os anos 30 e 40. Heleno, o galã, mulherengo, milionário, temperamental estrela do Botafogo e da Seleção Brasileira, dos cassinos e das boates cariocas, membro do Clube dos Cafajestes, elegante, grã-fino e apaixonado por carrões como Dodge, Oldsmobile e Cadillac, vai do céu ao inferno em pouco mais de uma década. Da atmosfera de glamour, quando encantou nomes como Nelson Rodrigues, Armando Nogueira e seduziu, por sua personalidade, até mesmo Gabriel Garcia Marquez, Heleno teve fim trágico: viveu seus últimos cinco anos num manicômio, definhando até morrer, aos 39 anos, por paralisia geral progressiva, vítima de uma sífilis cerebral corroída por seu vício em éter."

 

Veja outras obras de Marcos Eduardo Neves:

 
Voltar Imprimir Enviar para um amigo
 
PUBLICIDADE
 
Imprensa Oficial
Escola Paulista de Direito
Academia Paulista de Letras

Tel: (11) 3231-4447
Telefax: (11) 3231-3669
E-mail: ube@ube.org.br