Autor Fídias Teles

Rosas e navalhas em nossas vidas

 

Este livro, que reúne uma série de pequenos ensaios, crônicas, poemas e alguns pensamentos, tem por escopo básico colaborador com o aprimoramento da alma humana, por vezes através do olhar para a concretude material, sociológica e interpessoal. Outras vezes, de alma para alma, por vias da Filosofia espiritual. Em algumas páginas, o livro busca uma empatia poética com leitores visando acicatar as sensibilidades, mesmo quando se trata de exteriorizações pessoais.
Mostramos que a crítica sociológico não está aliada aos derrotismos. A espiritualidade também não implica negação automática do hedonismo, e a boemia não é oposta ao socialismo que se pode construir no século XXI. Boemia que, ao contrário do que pensam, se aproxima da Metafísica, visto que, é o ser que o boêmio busca em sua caçada antropológica.
Como Cientista Social, pesquisamos todos os temas; como poeta respeitamos toda exteriorização dos pendores literários, e como Filósofo – campo predominante hoje na vida deste autor – nada pode ser execrado, nem glorificado sem profundas e incansáveis reflexões. Daí a temática axiológica, (os valores) vai sempre ser encontrada neste trabalho. Amor, Política, Prazer, Espiritualidade, Problemas Humanos permearão nosso livro.
Procuramos aprofundar os assuntos, sem complicações lingüísticas, diagnosticando problemáticas, e por vezes apontando caminhos.
É a Verdade, e as verdades comunicadas por trajetos claros, ainda que nada seja claro para quem tem ojerisa à cultura, especialmente imaterial.
Todas as pessoas são um público alvo? Só até certo ponto sim, desde que o inocente queira se aperfeiçoar.
Na realidade, porém, o público alvo é por nós entendido como todos que, de uma maneira ou de outra, estão ligados à cultura, como matérias escolares, no caso dos estudantes em geral, como os professores, educadores enfim, e profissões relacionadas às questões humanitárias e humanísticas. Os operadores jurídicos, os profissionais de saúde, principalmente mental, os que se defrontam com as questões coletivas e com as ciências sociais e políticas, os artistas, os poetas, obviamente os escritores. Funcionários de instituições culturais, educacionais, e públicas.
Mas na realidade, o público alvo deveria ser todos os humanos vivos, posto que, tendo ou não consciência, todos têm problemas de angústias, estão sujeitos à depressão, e a existencialidade é a tônica dominante deste livro.
Faça bom proveito, beneficie-se como ser humano mais saudável em todos os sentidos.

 

 

 


 

 

Veja outras obras de Fídias Teles:

 
Voltar Imprimir Enviar para um amigo
 
PUBLICIDADE
 
Imprensa Oficial
Escola Paulista de Direito
Academia Paulista de Letras

Tel: (11) 3231-4447
Telefax: (11) 3231-3669
E-mail: ube@ube.org.br