imagem ilustrativa

Autor Ramon Correa

Cabeça vazia...

A obra Cabeça vazia... oficina de poesia apresenta produções de essências raras, oferecendo diferentes sentidos à plasticidade das palavras, e pensamentos filosóficos deste autor que transcende o momento do aqui e agora, levando o leitor ao voo do casamento da transição poética e liberdade de expressão através de emoções distintas, diversas, contagiando com avidez a leitura da palavra seguinte enobrecida pelo resultado da intencionalidade em cada disposição poética.

Uma das facetas desses memoráveis personagens que povoam a magnitude das diferentes intenções de cada situação escrita reflete o amplo cabedal de criatividade que contempla a diversidade cultural de interesses dos leitores. No mínimo um único vocábulo fará sentido ou oferecerá inúmeras interrogações a cada expectador dessa obra.

As correntes e fontes literárias atendem à diversidade dos níveis de conhecimento e cultura. Numa inter-relação de paradoxos, cada palavra, ou frase, que compõe este aglomerado de saberes se consuma numa apologia ao belo, real, próximo ou distante, onde sábio e leigo degustam da disposição diferenciada dos sabores dessa fonte corrente e energética de sentidas palavras acompanhadas.

Um autor que diz ser improviso de si mesmo, inacabado, rascunho daquilo que será no fim da vida, queimado num sonho de água fria, incita-nos através da sua obra poética a trilhar os tortuosos, longínquos, prodigiosos, desiguais e rebuscados caminhos para a magnitude da sua arte. O convite é extensivo a todos que queiram partilhar do canto, dessa generosa oficina de poetar.
Maria Geralda Bernardis - Artista plástica, arte educadora e psicodramatista. 27/12/2010

Sou improviso de mim mesmo, inacabado.
Gostaria de ter sido ladrão de obras de artes,
mas não fui
(Nem sequer roubei beijos preciosos)
Queria ser negro por fora
Latinoamerifricano
Ser músico por dentro
Sou rascunho daquilo que serei no fim da vida
Nasci não sei onde, fui batizado em Caconde
Geograficamente cristão, pagão por opção
Céptico por obrigação
Morri de tédio aos 15... para o meio dia
Renasci do gim no terceiro gole
Tentei ser performático – dormi –
Acordei pirotécnico
Queimei-me num sonho de água fria
Pirei...
Comecei nos caminhos da poesia
Ramon Correa

Serviço:

Cabeça Vazia...
Oficina de Poesia
Ramon Correa
Scortecci Editora
Poesia
ISBN 978-85-366-2064-0
Formato 14 x 21 cm
112 páginas
1ª edição - 2011

 

 

Veja outras obras de Ramon Correa:

 
Voltar Imprimir Enviar para um amigo
 
PUBLICIDADE
 
Imprensa Oficial
Escola Paulista de Direito
Academia Paulista de Letras

Tel: (11) 3231-4447
Telefax: (11) 3231-3669
E-mail: ube@ube.org.br