imagem ilustrativa

Autor Andressa Le Savoldi

Nada mais que palavras

 

A poesia apenas nasce porque existem as palavras, são elas que a formam e depois a nomeiam poesia.
Poesia essa cuja natureza sentimental envolve o sujeito em cenas diversas com variados elementos: amor, tristeza, morte, vida, Deus, infância...
Poesia que “escreve em pergaminho a própria inconstância ao lembrar-se dos gostos de criança”.
Poesia que ama incansavelmente ao retratar o amor como um sentimento que “faz da brevidade a verdadeira eternidade”.
Poesia que acredita que “Deus trará a justiça que ainda não se viu”.
Poesia que muitas vezes está tão carregada de sentimentos que “implora ao tempo o amor apagar antes que se acabe dela o ar”.
Poesia que tende a durar além da morte, pois “percorre quando o poeta morre”.
Poesia essa que “guarda os sonhos numa caixa” quando já não resta mais nada. Nada mais que palavras...

 

 

Veja outras obras de Andressa Le Savoldi:

 
Voltar Imprimir Enviar para um amigo
 
PUBLICIDADE
 
Imprensa Oficial
Escola Paulista de Direito
Academia Paulista de Letras

Tel: (11) 3231-4447
Telefax: (11) 3231-3669
E-mail: ube@ube.org.br