[ NOTA DE REPÚDIO DA UNIÃO BRASILEIRA DE ESCRITORES (UBE) À CENSURA DA MOSTRA QUEERMUSEU ]

13.09.2017

Art. 5º, IX, da Constituição Federal de 1988: é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença.

A exposição “Queermuseu – cartografias da diferença na arte da brasileira”, que compilava obras de diversos artistas consagrados, tais como Lygia Clark, Alfredo Volpi e Cândido Portinari, foi recentemente cancelada pelo Santander Cultural de Porto Alegre, após pressão manifestada pelo grupo Movimento Brasil Livre (MBL), diante das alegações de que a mostra consistia em “arte degenerada”, por fazer apologia à pedofilia, zoofilia e blasfêmia, desrespeitando assim crenças e a sociedade.

A União Brasileira de Escritores (UBE) observa que a liberdade de expressão constitui direito fundamental, a ser absolutamente respeitado, nos termos da lei, ao mesmo tempo em que repudia todo e qualquer tipo de censura, afirma seu apoio à livre expressão artística e denuncia tais pressões como violadoras da ordem jurídica nacional.

São Paulo, 12 de setembro de 2017

UNIÃO BRASILEIRA DE ESCRITORES

Durval de Noronha Goyos Junior – Presidente